5 de julho de 2016

"Casamento é algo prejudicial para a saúde"!

charge por slidepalyer.com.br

Um estudo recente comprovou o que muitos(as) já sabiam (EU, com certeza): casamento traz malefícios à saúde; já a paquera, o namoro, a busca por parceiros nos motiva a estarmos sempre bem fisicamente - mais magros, mais saudáveis, de aparência sempre limpa, um todo melhor ("ritual para a caça")!

Quem já dizia que casamento engorda e provoca cabelos brancos estava certíssimo. As novas preocupações com filhos e parceiros, dietas alimentares e costumes distintos são os grandes responsáveis por isso diz um estudo realizado por "Jornal of Family Issues"!

Agora imagine que sua relação tenha, constantemente, altos e baixos!?  Isso lhe provocará depressão, ansiedade, tristezas e até problemas cardíacos - foi a conclusão encontrada nos estudos dentro da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos!  No entanto, tal conclusão nem necessitaria de estudo - isso é lógico; relações doentias e estressantes não fazem bem a ninguém; nesses casos o melhor é partir para a vida de divorciado ou seguir solteiro ...só acho!!!


No mesmo sentido, pesquisadores da Universidade Brigham Young, ainda nos Estados Unidos, analisaram 94 casais para entender como a qualidade do relacionamento afeta a saúde do casal. Os resultados foram claros por lá também: pessoas em casamentos emocionalmente instáveis sofriam maior variação da pressão arterial. 

De fato são estudos que apenas comprovaram o que a maioria de nós já sabia pela simples constatação visual, quer seja próxima ou remota a nós!

Quem nunca notou em parentes ou amigos que após casarem engordaram horrores?  Ou que um ou ambos os integrantes do casal se tornaram possessivos, ciumentos, transformando a vida do outro num inferno (às vezes psicológico, às vezes físico).  

Quem disser que relações fazem bem a saúde certamente é um eterno dependente, se não financeiro seria pelo emocional (que é pior)! 

Raramente se vê uma relação perfeita, uma que não traga nenhum malefício a saúde do outro - seria capaz de desafiar 50 casais que só tenha coisas bonitas a contar um do outro.....; contar que no outro só há coisas boas, que nada no outro o aborrece (que a mania do outro de deixar o vazo sem descarga é lindo; que não escovar os dentes na maioria das refeições é bonito; que vê-lo(la) dormir sem banho em dias frios é legal; que não se depilar como antes - na época do namoro - atraí; que deixar de frequentar a academia foi melhor, etc.).

Não se precisa de especialista para constatar que casar envelhece na maioria dos casos e adoece em grande parte deles - isso só não vê quem não quer!  Experimente comparar duas amigas da mesma idade, que viviam e frequentavam os mesmo lugares - uma se casou e a outra não; os anos passaram.....qual delas parece mais envelhecida, mais cansada, mais gorda ou mais debilitada emocionalmente?   Certeza que é a casada - falo por mim e por tantas outras que conheci...

Houve uma época em que eu era a solteira e muitas eram as casadas...., quando as encontrava sentia nelas uma certa vergonha quando nos comparava - durante muitos anos eu fui a "novinha", apesar de não ter parado no tempo...., hoje, ao encontrá-las a envergonhada sou eu pois, agora, grande parte delas estão separadas ou divorciadas, e como é lógico, mais felizes! 

Obs.: não estou incentivando o divórcio nem separações como fórmula da felicidade, mas o certo é que após um tempo e as dores que provocam uma ruptura e assim que se sentirão - FELIZES, afinal, o "fardo" que carregavam não existe mais!!!

Por Elane f. de Souza, Advogada e autora deste Blog - ao copiar total ou parte dele favor citar a fonte.

Utilizei como fontes do texto o artigo publicado no msn.com/pt por Cláudia


Postar um comentário