29 de junho de 2015

Melhor falar o que quer e ouvir o que não quer do que ser "papagaio de pirata" e ficar repetindo o que o povo gosta de ouvir

Zeca Camargo virou alvo de críticas nas redes sociais após fazer uma declaração polêmica no "Jornal das Dez", da Globo News, a respeito da morte de Cristiano Araújo, ocorrida após um acidente de carro em Goiás, na última quarta-feira (24).
Melhor falar o que quer e ouvir o que no quer do que ser papagaio de pirata e ficar repetindo o que o povo gosta de ouvir
Artistas como Sorocaba (da dupla Fernando), Belutti (de Marcos & Belutti) e Mariano (Munhoz e Mariano) postaram imagens em que aparecem tampando os ouvidos após o apresentador da Globo afirmar que "de uma hora para outra, fãs e pessoas que não tinham ideia de quem era Cristiano Araújo partiram para o abraço coletivo".
Na postagem, o jornalista listou as mortes de Ayrton Senna, Mamonas Assassinas e Lady Di para completar seu questionamento.
“Como então fomos capazes de nos seduzir emocionalmente por uma figura relativamente desconhecida? A resposta está nos livros de colorir".
Segundo Zeca, o fenômeno editorial destaca " a pobreza da atual alma cultural brasileira. “Temos tudo para adoramos ídolos de verdade ", afirmou.
Zeca conclui sua crítica afirmando que "nosso pop não precisa ser assim. Nossa história musical, e mesmo o passado recente, prova que temos tudo para adoramos ídolos de verdade, e para chorar de verdade pela presença deles no palco, ou na saudade da perda, mas olhando em volta, parece que não temos nada".
Zeca ainda disse que o cantor" talvez tenha morrido cedo demais para provar que poderia ser uma paixão nacional ".
Não demorou muito para que diversos sertanejos se manifestassem contra ao apresentador, postando imagens em que aparecem tapando os ouvidos.
"Tentando tapar o ouvido para tanta bobagem. É triste ver em rede nacional o jornalista Zeca Camargo subestimando, nas entrelinhas da sua reportagem, a força da nossa música sertaneja e a força dos nossos ídolos", disparou Sorocaba.
Já a dupla Henrique & Juliano postou a imagem de um vaso sanitário com o nome do apresentador.
"Zeca Camargo, tive o desprazer de ouvir suas palavras na televisão e é claro que, fiquei espantado com o tamanho do teu despreparo e incompetência. O senhor estava sob efeito de alguma droga?", escreveu a dupla.
Melhor falar o que quer e ouvir o que no quer do que ser papagaio de pirata e ficar repetindo o que o povo gosta de ouvir
" Não é porque o senhor acha que ‘cultura’ está na tua cintura com a sua dança do ventre, que o senhor tem o direito de desrespeitar quem admira e respeita aqueles que, trabalham arduamente para ter o trabalho reconhecido usando um "microfone diferente" dos que o senhor usa para ganhar o seu ", diz o texto.
Até a apresentadora Adriane Galisteu comentou a polêmica e foi contra o jornalista. " Que péssima segunda-feira para o ser Zeca Camargo ", escreveu em seu Twitter.

Porque nomeei essa reportagem com um título tão" irônico "?

Acredito que o jornalista, alvo das críticas, apenas quis ser autêntico, verdadeiro acerca do que pensa sobre o assunto. Certo está ele quando cita, no segundo parágrafo (grifado por nós) que muita gente nem sequer conhecia o Cristiano (eu era uma delas sem nenhuma vergonha em admitir), até porque não faz parte de meu gênero musical predileto o seu estilo de cantar (que acredito era o sertanejo)..., enfim, não o conhecia; para mim ele foi apenas mais uma das muitas vítimas que sofreram e sofrem acidentes fatais diariamente; que merecem respeito e condolências à família pela irreparável perda de um filho, um irmão (e como um ser humano que era, nada mais). Aliás, quem é melhor quem para tanto" estardalhaço "?
A vida segue! Dezenas de pessoas já se foram depois dele pelo mesmo fato e nenhuma notinha de maior relevância foi dada para que as famílias pudessem sentir mais conforto, sentir que seu filho (a), seu neto (a), sua mãe ou pai, amigo ou amiga importassem!
O" abraço coletivo "dado pela nação e ironizado por Zeca Camargo tem um fundo de verdade pois o Cantor nem era tão conhecido assim; duvido que se perguntassem para essa multidão de" condolentes "o nome de uma música que ele cantava se saberiam responder. O povo é muito hipócrita mesmo! Gostam de se aparecer, cheios de amor e generosidade mas no fundo o que querem mesmo é ver o " circo pegar fogo "! Por nada, por qualquer futilidade, qualquer banalidade matam, humilham e gozam do sofrimento dos outros - agora quando a coisa vira notícia todo mundo quer aparecer por trás como" ofendidinho e condolente "- como se realmente importassem com o próximo!

Autoria/Comentários: Elane F. De Souza OAB-CE 27.340-B
Foto/Créditos: diario24horas. Com. Br


Postar um comentário