12 de junho de 2015

"FaceGlória", a rede social dedicada aos evangélicos, onde você troca o "curtir" pelo "amém"

Por: Verdinha às 9h:30 de 10/06/2015)
Surgiu, neste mês, uma nova rede social focada no público evangélico, o FaceGlória. Semelhante ao Facebook, mas com o “curtir” virando “amém”, o site não traz muitas inovações além do público alvo, já que existem algumas redes cristãs na internet – sejam elas focadas em relacionamento amoroso, como o Divino Amor e a Amor em Cristo, ou apenas na socialização dos usuários, como a Rede Social Cristã ou DNA Gospel. A diferença é que, em pouco tempo, o FaceGlória já conta com 50 mil usuários que buscam uma rede social com menos “baixaria e promiscuidade”, segundo os criadores.
FaceGlria a rede social dedicada aos evanglicos onde voc troca o curtir pelo amem
A rede social foi lançada em junho visando pegar carona em um dos eventos que mais mobiliza fiéis evangélicos no país, a Marcha para Jesus – que reuniu cerca de 340 mil fiéis em São Paulo na última quinta-feira (4). Outro acontecimento que ajudou a conseguir mais usuários foi a polêmica envolvendo a propaganda de O Boticário. Uma das formas de divulgação foi através de cantores gospel que aderiram à rede social e convidaram as pessoas a conhecer o site. Um exemplo é a interprete Aline Barrosque está divulgando a página.
O FaceGlória é aberto para qualquer usuário, no entanto, as limitações dizem respeito aos conteúdos das postagens. Pornografia, palavrão, fotos que mostrem o consumo de álcool, cigarro e outras drogas, cenas de violência, beijo gay, são alguns dos conteúdos que serão vetados. Por outro lado, a equipe que fiscaliza a rede social cristã não excluirá contas de usuários que colocarem conteúdos como fotos de mães amamentando ou mulheres de biquíni. Até uma plataforma de paquera, chamada “Namoro Evangélico”, será criada para o FaceGlória.
Ainda em fase beta, a rede já conta com recursos como publicação de fotos, de linhas de texto, buscas por amigos, chat e um player no canto superior direito que reproduz várias músicas de cantores gospel. Funções como o envio de áudio e vídeo ainda estão em desenvolvimento. Além disso, como o site ainda está em testes, ainda são encontrados alguns bugs e travamentos.
Estava passando da hora de surgir uma rede social direcionada a esse público. Seguir no Facebook (rede social criada por um Ateu) estava se tornando insustentável já que nela se pública de tudo (ou quase), por religiosos, ateístas e "Gaysistas" (como alguns já apelidaram os que defendem essa minoria). Vai parecer meio separatista mas tudo bem, se os evangélicos querem uma só para eles tudo ok. Ficaremos com o Facebook e nossas publicações seculares e "mundanas"!

Comentários: Elane F. De Souza OAB- CE 27.340-B
Foto/Créditos: G1. Globo. Com
Postar um comentário