12 de junho de 2015

“Cristofobia”: um novo tipo de preconceito que pode se tornar crime hediondo! Se depender da bancada evangélica – com certeza!

“Demorou”!
Com uma notícia como essa os evangélicos e católicos “piram”, e se um dia for aprovada darão uma grande festa com direito à discurso de Malafaia e de toda a bancada evangélica.
- “Porque não pensamos nisso antes”? Dirão alguns integrantes da referida bancada!
(por Daiene Cardoso, do Estadão Conteúdo) O líder do PSD na Câmara dos Deputados, Rogério Rosso (DF), protocolou nesta segunda-feira, 08, um projeto de lei que torna crime hediondo ultraje, impedimento ou perturbação de cultos religiosos.
Na proposta, o deputado ataca o que chama de "Cristofobia" e sugere como punição, além de multa, aumento da pena para quatro a oito anos de reclusão.
Na justificativa do projeto, o parlamentar reclama que manifestações de defesa dos direitos homossexuais, como a Parada LGBT, têm "zombado" da fé dos evangélicos e agindo de forma desrespeitosa contra símbolos religiosos.
Cristofobia um novo tipo de preconceito que pode se tornar crime hediondo Se depender da bancada evanglica com certeza
"A intenção desse projeto de lei é proteger a crença e objetos de culto religiosos dos cidadãos brasileiros, pois o que vem ocorrendo nos últimos anos em manifestações, principalmente LGBTs, é o que podemos chamar de 'Cristofobia', com a prática de atos obscenos e degradantes que externam preconceito contra os católicos e evangélicos", diz o texto da proposição.
artigo 208 do Código Penal prevê hoje multa ou detenção de um mês a um ano para quem escarnecer de alguém, por motivo religioso, ou perturbar cerimônia religiosa, "vilipendiar publicamente o ato ou objeto de culto religioso".
Em caso de violência, a pena é acrescida em um terço.
Comentários: Elane F. De Souza OAB-CE 27.340-B
Foto/Créditos: Reuters/Joao Castellano por G1 Globo. Com
Postar um comentário